<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/offsite_event.php?id=6010927731378&amp;value=0&amp;currency=BRL" />

Intenções de Investimentos

Esse painel monitora a disposição do produtor em realizar investimentos adicionais ao que faz normalmente, nas seguintes áreas: custeio, máquinas e implementos agrícolas, infraestrutura e gestão de pessoas. Medido a partir de 2015 anualmente, fornece elementos importantes para uma melhor compreensão dos resultados do IC Agro, sendo um bom termômetro das expectativas do setor agropecuário.

O Painel de Intenção de Investimentos passou a ser publicado semestralmente.

Maiores preocupações

Na sondagem atual, a questão climática, que já se apresentava no último trimestre de 2013 como o maior problema para o produtor agropecuário, saltou ainda mais em importância, seja pelo excesso de chuvas que ocorreu no Mato Grosso, seja pela seca observada em importantes regiões do Sul/Sudeste/Centro-Oeste nesse início de ano. Nessas situações, todas as demais preocupações tendem ser secundárias, uma vez que o clima passa a ser fator limitante para a produção.

Mesmo com a questão climática no centro das atenções, destaca-se a preocupação levantada com a “alta incidência de pragas e doenças”, além da “falta de trabalhador qualificado”; “preço de venda do produto” e “aumento do custo de produção”.

É importante observar que todos os itens mencionados na sondagem anterior se repetem na atual, embora com níveis de preocupações diferentes, de acordo com o momento em que se encontra a safra. Dentre eles, destacam-se os itens infraestrutura logística, legislação trabalhista, legislação ambiental, falta de financiamento e taxa de câmbio.

Intenção de investimentos

Chama a atenção o aumento na expectativa de investimento em tecnologia ligada ao custeio. Os agricultores que responderam que farão investimentos adicionais em custeio representam 63% na sondagem atual, em comparação com 52,7% na sondagem anterior. Verifica-se que esse investimento está fortemente direcionado ao controle de pragas e doenças, bem como à aquisição de sementes.

Em relação aos demais itens, 27% dos agricultores entrevistados disseram que farão investimentos adicionais em “máquinas e equipamentos” agrícolas, com destaque para a aquisição de tratores. Embora o resultado seja significativo, a variação foi negativa em relação ao último trimestre de 2013. A queda possui um fator sazonal, já que quando o levantamento foi realizado (plantio), o produtor já havia feito as compras necessárias e está em linha com a queda nas vendas de máquinas no primeiro trimestre de 2014.

Quanto à “gestão de pessoas”, 30% dos agricultores afirmaram que realizarão investimentos adicionais, com importante peso para a “formação técnica dos operadores de máquinas e implementos.

No caso de “infraestrutura”, o resultado aponta que os novos investimentos serão realizados em “silos e armazéns”, em consonância com a pesquisa anterior.

O produtor pecuário manteve a alta disposição, 60%, para a realização de novos investimentos. “Limpeza de áreas” e “nutrição” concentram o foco do pecuarista.



A seguir, apresentamos os principais resultados.

Agropecuária - Os maiores problemas do seu negócio (RM em % Ranking) - 1º Trimestre de 2014

Agricultura - Investirá mais em tecnologia/custeio? (RU em %) - 1º Trimestre de 2014

63%
*Controle de pragas, doenças e ervas daninhas

Agricultura - Investirá mais em máquinas e equipamentos? (RU em %) - 1º Trimestre de 2014

27%

Agricultura - Investirá mais em infraestrutura? (RU em %) - 1º Trimestre de 2014

21%

Agricultura - Investirá em mais gestão de pessoas? (RU em %) - 1º Trimestre de 2014

30%

Pecuária - Investirá mais? (RU em %) - 1º Trimestre de 2014

61%